Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website

LU.CA Teatro Luís de Camões

Crianças

LU.CA, Teatro Luís de Camões

Obter Direcções

01 — 03 Jun - 2018
Sexta, sábado e domingo

(c) DR

LU.CA, Teatro Luís de Camões

Obter Direcções

01 — 03 Jun - 2018
Sexta, sábado e domingo

Está a nascer um novo Teatro Municipal na Calçada da Ajuda.Com um olhar no futuro e numa vontade de ampliar o trabalho de formação de públicos para as artes, Lisboa tem agora um teatro exclusivamente dedicado à programação artística para os mais novos. Este espaço tem uma história longa que remonta a 1737: era então a Casa da Ópera do Rei D. João V. Quase três séculos depois e uma história rica e variada, o Teatro Luís de Camões reabre renovado como LU.CA: Lugar para as Crianças para os jovens e para as Artes.

Tem uma programação regular dedicada à criação contemporânea com especial foco nas artes performativas, teatro, dança, performance, novo circo e no seu cruzamento com outras formas de arte e expressão artística. Propõe uma experiência de relação com o desenho próprio do edifício e desafia a sua função para o entendimento de que a arte se afirma em diferentes formatos e reflete novas leituras sobre o mundo.É desde já um lugar para os artistas e para as suas criações, para as famílias e para as escolas, para os vizinhos, para os amigos, para as crianças e para os jovens.

Sejam bem-vindos aos Dias de Inauguração do LU.CA, o renovado Teatro Luís de Camões.

Dias de Inauguração

Para celebrar a abertura do LU.CA criámos os Dias de Inauguração.Tendo como ponto de partida as Fábulas que Esopo inventou, de onde podemos retirar lições de inteligência, de justiça e de sagacidade, construímos um pequeno programa, que reúne diferentes formatos artísticos e será repetido ao longo de três dias. É um momento especial, e por isso vamos brindar com limonadas e bolo, e ficar a festejar até ao fim do dia.

1 a 3 junho – 15h
As Fábulas de La Fontaine
Concerto da Orquestra Juvenil Metropolitana
Sala Principal
Duração: 60min; M/3

Contam-se histórias de moral sobre as qualidades e os defeitos de todos nós. Mas porque o Homem é um ser complicado, inventou-se a fábula, para ilustrar comportamentos que se revelam mais simples se forem protagonizados por personagens animais. Este concerto é um feliz encontro entre a música e a palavra e irá despertar consciências, na genuína curiosidade de quem ouve uma história pela primeira vez.

Orquestra Juvenil Metropolitana sob a Direção do Maestro Élio Leal; Com narração de Isabel Abreu, Inês Fonseca Santos, Inês Meneses, Joana Barrios, Margarida Mestre e Raquel Castro; Imagem de Daniel Blaufuks; Música Original Lino Guerreiro; Desenho de Luz de Rui Monteiro; Coordenação Pedagógica Susana Henriques

1 a 3 junho – 16h
Fotografismos - Oficina de fotografia
Entrepiso
Duração: 4h

Um fundo branco e vários adereços para inventar personagens e brincar às fotografias de teatro de um outro tempo. São as memórias dos primeiros dias do teatro, como os primeiros tempos da fotografia, fixadas no papel.

Coordenação de Maria João Carvalho e Sílvia Moreira

1 a 3 junho – 16h
Biblioteca do Público – Livros Espectaculares (Mesmo!)
Entrepiso e acesso aos camarotes
Duração: 4h

Desafiamos a Sara Amado a fazer uma curadoria de livros para estes dias e a pensar nos próximos tempos, livros em sintonia com cada espetáculo. São livros escolhidos a dedo que ajudam a ver cada peça de múltiplas perspetivas, aproximam, interferem, questionam, fazem novas leituras, fazem tocar campainhas e nos põem a pensar.

Curadoria Sara Amado

1 a 3 junho – 17h
Espreitar uma Sala com uns Binóculos
Camarotes
Duração: 2h

Do meio da tarde e até ao fim do dia vamos poder visitar os camarotes e espreitar para a sala. Para que não nos falhem os pormenores, esta vista-visita é feita com binóculos.

1 a 3 junho
Abrigo
Entrepiso

Que abrigo? Esta exposição reúne projetos de alguns alunos do 1.ºano de Design de Ambientes (ESAD, Caldas da Rainha). Para cada animal escolhido pelos alunos, foi projetado um abrigo definido em função do estudo das suas características, comportamentos e perfis. Cada casa é, em suma, uma estrutura artificial, desenhada segundo um raciocínio de projeto que é próprio da mente humana, sendo por essa razão, bem diversa dos abrigos naturais.

Professores Responsáveis: Célia Gomes e Filipe Alarcão; Alunos Participantes: Marco Eutíquio, Margarida Domingos, Joana Dias, Beatriz Abade, Maria Silva, Magda Sousa e Alexandre Cruz

1 - 3 junho
Girafas de Xirriquiteula Teater
Entrada e rua

Três animais de pescoço grande invadem a Calçada da Ajuda e o LU.CA apanhando todos desprevenidos. Não falam, mas gostam de fazer amigos. São a mais alta surpresa das tardes dos Dias de Inauguração, uma espécie de convidados especiais e espaciais. Preparem-se.