Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website

Santos Pecadores

Música

Pátio dos Lagares, Centro de Inovação da Mouraria

Obter Direcções

12 Jun - 2018
Terça

© DR
© DR
© DR
© DR
© DR
© DR
© DR
© DR
© DR

Pátio dos Lagares, Centro de Inovação da Mouraria

Obter Direcções

12 Jun - 2018
Terça

Organização e Produção: TRANSIBERIA Productions

Coorganização: Centro de Inovação da Mouraria

Parceiros: Cozinha da Mouraria e Proyector, Plataforma de Videoarte.

Das 4 da tarde às 4 da manhã o Pátio dos Lagares, na Mouraria, é palco para uma festa que junta nomes de Portugal, Espanha, Brasil e Colômbia. O programa inclui uma mostra de vídeo, a cargo da Proyector, Plataforma de Vídeo e Arte, que engloba vários artistas que falam das "cidades", da construção das mesmas, das atividades que lá acontecem, dos personagens que lá moram e que constituem o espaço urbano. Pelo número 23 da Rua dos Lagares vão ainda passar

16h Fran _DJ (Espanha)

Fran Lopez Reyes, artista e produtor audiovisual em Madrid. É licenciado em Sociologia e desde sempre interessado nas artes e na música. As suas sessões de DJ transformam-se rapidamente em autênticas celebrações da vida, em função do seu carácter intenso e contagiante. Clássicos das pistas de dança, de todas as épocas e de todos os estilos. Fran e a sua boa figura à primeira hora da tarde para ambientar o dia.

17h Lagardère (Portugal)

Henri de Lagardère nasceu em Zurique em 1898. Aos 25 anos, depois de ter passado muito tempo isolado a tocar piano, Lagardère sentia um enorme desespero por ninguém mostrar interesse pela sua música. Consegue ainda fazer algumas actuações ao vivo em vários cabarets, mas acaba por desistir das suas ambições. Depois de se afastar totalmente da música, mergulha numa pesada depressão que dura quase até ao final da sua vida. Aos 118 anos, conhece um flautista lisboeta por quem desenvolve uma grande obsessão, que o leva a viajar até Lisboa. Na chegada, LaGardère, já muito debilitado pela idade, é deixado num hotel. Ao ver um piano no hall da recepção, e achando que não havia ali ninguém, sentiu-se livre para tocar uma das suas velhas músicas. Quando acabou de tocar foi surpreendido pelo aplauso fervoroso de três jovens músicos que tomavam uma água de côco escondidos num canto. O velho pianista não resistiu à emoção dos aplausos e caiu morto em cima do piano. É então que Yann Vaz da Silva, João Sampayo e Carlos Noronha, sentindo-se culpados pela morte de LaGardère, decidem dedicar as suas vidas a difundir as suas músicas perdidas.

18h Fred Martins (Brasil)

Compositor, instrumentista e cantor, Fred Martins teve seu talento reconhecido no último Prêmio Visa de Música Brasileira quando recebeu o prêmio máximo por unanimidade do júri e também pelo voto popular. Suas composições também vêm sendo interpretadas por nomes como Ney Matogrosso, Adriana Calcanhoto, Zélia Duncan, Maria Rita, MPB4, Renato Braz, Regina Machado, Paula Santoro, Beth Bruno, entre outros. Com 7 álbuns lançados neste momento, em 2016 lançou o CD Para Além do Muro do Meu Quintal (álbum muito bem cotado pela crítica especializada, recebendo 5 estrelas e figurando entre os melhores no ano na Revista Portuguesa Blitz).

19h Jazz Combo (Portugal)

Formação novíssima a terminar o último ano da Escola de Jazz Luiz Villas-Boas, do Hot Club.

Filipa Franco, voz; Tomás Gomes, guitarra; Maria Ceia, vibrafone; Bruno Oliveira, contrabaixo; Rogério Pitomba, bateria. O Jazz fresquíssimo a soar ao final da tarde na Mouraria.

20h Sease (Portugal)

Em 2013 Miguel Laureano, Rita Navarro e Gonçalo Vasconcelos começam a compor em conjunto e adoptam o nome SEASE. O grupo conheceu-se no secundário onde começou a ser criado o EP de estreia “When Lost At The Ocean, A Fellow Comes Out”, lançado em Março de 2015, em formato digital, para download gratuito no Bandcamp. Não tardou o início do planeamento do primeiro álbum. Depois de alguma rodagem por diversas salas da capital nasce “The Way The Waves Hit The Beach” em Maio de 2017. Neste trabalho a banda de Oeiras mostra-se mais madura e solta as influências da música latina e africana juntamente com as novas tendências da música electrónica. Depois de um 2017 em grande, e de verem o seu primeiro álbum e singles em vários Tops nacionais do melhor que se fez nesse ano, incluindo "melhor faixa nacional" para Alex D'alva Teixeira, vocalista dos D'alva, o trio traz de volta o Trip-Hop a terras lusas e além fronteiras.

21h30 Ossos d'Ouvido (Portugal)

Os Ossos D'Ouvido são uma banda portuguesa, cujo espectro musical abrange o rock psicadélico/progressivo e as músicas do mundo, resultando numa mistura orgânica de diversas culturas musicais. Surgiram em 2014 e desde então têm vindo a tocar em diferentes ambiências, desde palcos mais intimistas até aos palcos mais amplos de vários festivais. Em 2014 lançam o CD de estreia: "E.Partida"; Em 2015 gravam mais quatro singles; Em 2017 gravam as OD'O Live Sessions; Em 2018 lançam o segundo CD: "E.P. 2015 + OD'O Live Sessions 2017". A banda é constituída por Diogo Lourenço (Guitarra), João Massano (baixo) e Pedro Almeida (bateria) mas, já contaram e contam regularmente com a parceria de outros músicos e artistas no projeto.

22h45 Time for T (Portugal/Reino Unido/Brasil)

Foram fundados em Brighton por Tiago Saga, um jovem de herança britânica, libanesa e espanhola que cresceu no Algarve. Enquanto estudava Composição Contemporânea na Universidade de Sussex, Inglaterra, Tiago Saga foi criando a sua própria identidade assente na world music e folk rock anglo-saxónica. De murmúrios a gritos melódicos, de voz rasgada e de guitarradas dedilhadas por ritmos tropicais. A banda apresenta uma sonoridade única e bem definida, capaz de produzir diferentes emoções. Ao vivo, transmitem uma energia invulgar, sendo responsáveis por um espectáculo contagiante, que não deixa ninguém indiferente e que convida à dança. A banda que já deu concertos desde Los Angeles a Paris e de Nova Iorque a Beirute, foi nomeada na categoria de 'Melhor Artista Revelação' nos Portugal Festival Awards e alcançou a vitória nos concursos 'Ano Novo, Banda Nova' (promovido pela Antena 3), 'Concurso Nacional de Bandas' e 'Live Act'. Conta igualmente com passagens pelo NOS Alive, MEO Sudoeste, Super Bock Super Rock e por Inglaterra no Secret Garden Party, Green Man, The Great Escape e Shambala. Integraram ainda a colectânea Novos Talentos FNAC e os seus álbuns passam regularmente  nas rádios BBC Radio 1 e 6. Um dos seus temas - "Rescue Plane" - conseguiu o feito de atingir o primeiro lugar no 'Spotify UK Viral Charts'. O seu primeiro longa duração Hoping Something Anything foi lançado a 15 de Setembro de 2017 pela Last Train Records. Os TIME FOR T são Tiago Saga (voz e guitarra), Joshua Taylor (baixo) e Felipe Bastos (bateria).

00h Mina_DJ (Colômbia)

DJ MINA é a nossa convidada surpresa e muito especial. Cresceu no Caribe colombiano, o que naturalmente influencia a sua seleção musical: ritmos africanos e orgânicos, sons tropicais, Latino e até mesmo árabe. Dj e amante de discos promete aquecer a noite com a sua alma caribenha, para iniciar a sequência de Dj Sets até de madrugada.

01h30 Dr. Culebra_DJ (Espanha)

Dr. Culebra é o alter ego musical de Fran Lopez Reyes, Fran_DJ.  Um dj set de Dr. Culebra é uma festa sempre em crescendo e imprevisível. Dr. Culebra à primeira hora da noite para apimentar e agitar a madrugada.

02h45 Dji Jays (Portugal)

Miguel Taveira, Tomás Gomes e Amândio Batata (alter-ego de João Salgado) são uma verdadeira caixinha de surpresas e a partir de uma certa hora, com eles tudo pode acontecer. Intercalando os seus gostos e influências pessoais, os três amigos viajam entre a música electrónica, o hip-hop e a música cigana, num vale tudo menos ficar parado. Na Mouraria fazem a sua estreia ao ar livre!

04h U.I. - Última Imperial!

Outros Eventos

Exposições Are You a Tourist Padrão dos Descobrimentos 10h às 19h
(última entrada às 18h30)
Exposições Galerias Municipais Galerias Municipais 10h às 13h e 14h às 18h
Exposições O Som da Saudade – A Cítara Portuguesa Museu do Fado, Largo do Chafariz de Dentro