Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website

70 Voltas ao Sol – Jorge Palma

Música

Este evento já decorreu
12 Set - 2020
Sábado

21h30
©DR (Direitos Reservados)

Este evento já decorreu
12 Set - 2020
Sábado

21h30

Arranjos de Filipe Melo e Filipe Raposo

Com transmissão online a partir das 21h30
Classificação etária: a classificar pela CCE

Coprodução: Bairro da Música

Um concerto muito especial para celebrar os 70 anos de um grande compositor. Jorge Palma subirá ao palco acompanhado por um ensemble clássico dirigido pelo Maestro Cesário Costa e terá Cristina Branco como convidada especial.

Um poeta. Uma rock star. Um boémio. Jorge Palma é tudo isto e é também o autor de tantas músicas que fizeram a banda sonora de muitas vidas, ao longo das últimas décadas. A sua biografia é conhecida: começou a estudar música clássica ainda em criança, mas na adolescência e início da idade adulta o rock convidou-o para ir dar uma volta ao lado selvagem. Ao piano, junta-se a guitarra e o interesse pela música popular anglo-saxónica. Com o mestre Ary dos Santos, aperfeiçoou a veia poética e fugiu à guerra, exilando-se na Dinamarca, onde nunca deixou de compor e de escrever.Depois do 25 de abril, volta para Portugal e em 1975 gravou o primeiro LP, “Com uma Viagem na Palma da Mão”, com canções compostas durante o exílio. Depois de editar um segundo álbum, volta a sair do país, cantando e tocando guitarra nas ruas de várias cidades, fixando-se em Paris, onde tocou no metro durante alguns anos. Quando regressa, lança alguns dos seus discos que maior sucesso fizeram entre a crítica e o público. Se O Lado Errado da
Noite (1984) foi descrito como “o lado certo de Jorge Palma” ou a sua “Palma de Ouro”, o Bairro do Amor, de 1989, foi unanimemente considerado como “um dos álbuns do século XX da música portuguesa”. Seguiram-se discos indissociáveis da história da música portuguesa, desde “Só”, a “Voo Nocturno” sem esquecer os projectos “Rio Grande” e “Cabeças no ar”. O período mais recente da vida de Jorge Palma é marcado por um momento de grande actividade no qual se destacam projectos como “Juntos” em que partilhou o palco com Sérgio Godinho e ainda a celebração de discos históricos como “Bairro do Amor” e “Só”, tendo este último resultado na edição de “SÓ ao vivo”. Para 2020, ano em que celebra os seus 70 anos, está prometido um novo álbum de originais. O tempo não tem feito estragos na voz nem na sua veia criativa. Porque, como ele próprio canta, “enquanto houver estrada pra andar, A gente vai continuar. Enquanto houver ventos e mar, A gente não vai parar.”

 

Outros Eventos

Dança Dançar a Cidade – Afro Dance Jardim do Palácio Pimenta - Museu de Lisboa 17h30
Literatura Ecotemporâneos – Gisela João Quinta da Alfarrobeira 17h00
Festival Festival Nosso Utsava Espaço Cultural das Mercês (R. Cecílio de Sousa 94) e Sala Fernando Farinha (Rua dos Cordoeiros, 50)
Festival Lisboa Soa Vários locais
Famílias Outro Olhar Praça Duque de Saldanha, Av. da Liberdade, Restauradores, Rossio Cais do Sodré
Música Noites de Verão Galerias Municipais, Jardim da Galeria Quadrum 19h00
Visitas Guiadas Open House Lisboa
Crianças Antiprincesas Estufa Fria 11h00 e 16h00