Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website

Ensemble Bomtempo e Orquestra de Câmara do Conservatório Nacional

Música

Igreja da Graça

Obter Direcções

15 Dez - 2017

21h30

Igreja da Graça

Obter Direcções

15 Dez - 2017

21h30

Largo da Graça
Como chegar Carris: 28E, 734

Entrada livre, sujeita à lotação do espaço: 631 lugares; m/6

O Ensemble Bomtempo (alunos da Escola Artística de Música do Conservatório Nacional) e a Orquestra de Câmara do Conservatório Nacional apresentam neste espetáculo um repertório da autoria do compositor francês Camille Saint-Saëns, um menino prodígio que aos 10 anos deu o seu primeiro concerto e se tornou um nome incontornável da Era Romântica.

A Oratória de Natal é uma obra concebida na sua juventude. Foi composta em apenas 11 dias, tendo estreado na Église de la Madeleine, em Paris, no Natal de 1858. Embora o prelúdio inicial
seja dedicado ao estilo musical de J. S. Bach, de que Saint-Saëns era um entusiasta, a obra não acompanha o estilo do compositor alemão, aproximando-se do lirismo da música litúrgica francesa do século XIX, com alguns retoques pastoris e do estilo cantochão. A Oratória está dividida em 10 andamentos para cinco solistas, coro, orquestra de cordas, órgão e harpa.

Saint-Saëns foi um estudioso da música e distinguiu-se também noutros campos, como o estudo da literatura francesa, da mitologia grega e romana e da matemática. Deu aulas na École de
Musique Classique et Religiouse, em Paris, e ficou conhecido por apresentar aos seus alunos compositores de excelência como Schumann, Liszt e Wagner. O palco para este concerto será
a histórica Igreja da Graça, cujas fundações remetem para o início da nacionalidade portuguesa, nomeadamente para o local onde D. Afonso Henriques acampou com as suas tropas durante
o cerco a Lisboa em 1147.

 

PROGRAMA

Oratória de Natal Op. 12
Camille Sains-Saëns

1. Prelude (Dans le style de Séb. Bach)
2. Recit et Choeur: Et Pastores erant – Gloria (coro)
3. Air: Expectants expectavi Dominum (soprano)
4. Air et Choeur: Domine, ego credidi (tenor e coro)
5. Duo: Benedictus qui venit (soprano e baixo)
6. Choeur: Quare fremuerunt gentes (coro)
7. Trio: Tecum principium (soprano, tenor e baixo)
8. Quatour: Alleluja (soprano, soprano, contralto e baixo)
9. Quintette et Choeur: Consurge, Filia Sion (soprano, soprano, contralto, tenor, baixo e coro)
10. Choeur: Tollite hostias(coro)

Tantum Ergo Op. 5
Camille Sains-Saëns

Harpa:
Ana Castanhito
Orgão:
Rafael Reis
Soprano:
Patrícia Modesto
Mezzo-soprano:
Arthur Filemon
Contralto:
Madalena Barão
Tenor:
Bruno Almeida
Barítono:
Luís Mayer Godinho
Direção:
Nathanael Júnior