Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website

Meditação Shamata e Metta – União Budista Portuguesa

Famílias

Cinema São Jorge

14 — 15 Dez - 2019
Sábado e domingo

11h

Cinema São Jorge

14 — 15 Dez - 2019
Sábado e domingo

11h

Acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida.

Co-apresentação: Cinema São Jorge

Entrada livre, sujeita à lotação do espaço (100 lugares) e mediante inscrição prévia através do site www.uniaobudista.pt; m/12; Para mais informações: mail@uniaobudista.pt ou 935080158 (atendimento 2.ª – 4.ª, 17h – 20h)

Avenida da Liberdade, 175

Metro: Avenida (Linha Azul); Autocarro: 709, 711, 732, 736

No mundo ocidental, a quadra do Natal está associada às qualidades mais elevadas da experiência humana: a paz, a alegria, o amor, a compaixão e a fraternidade entre os homens.

Para os Budistas, estas qualidades são a base do seu treino espiritual e levam ao despertar da compaixão, o despertar de uma capacidade inata de sentir empatia e de compreender a experiência dos outros. Assim, para celebrar com os lisboetas a paz e o amor no mundo, o verdadeiro espírito natalício, a União Budista Portuguesa promove duas sessões de iniciação à meditação. Venha experimentar!

14 dezembro, sábado, 11h
I – Iniciação à Meditação Shamata: paz mental = paz no mundo
A meditação “Shamata”, ou calma mental, é uma poderosa ferramenta para o autoconhecimento e o equilíbrio das emoções, com inúmeros e comprovados benefícios para a saúde e bem-estar. Durante uma hora, iremos ensinar algumas técnicas simples para trazermos paz interior e consciência ao nosso dia a dia e ao mundo que nos rodeia.

15 dezembro, domingo, 11h
II – Iniciação à Meditação Metta: despertar a bondade amorosa
Na perspetiva budista, a bondade amorosa é o desejo de que todos os seres vivenciem a mesma alegria e liberdade que nós mesmos desejamos sentir. Trata-se do reconhecimento de que somos todos parecidos e que todos sentimos a mesma vontade de ser felizes. A meditação Metta é uma meditação que evoca e desenvolve o amor, a bondade e a generosidade em relação a nós mesmos e aos outros, ajudando-nos a cultivar ativamente estados emocionais positivos com capacidade para nos tornar mais pacientes, gentis, recetivos e compassivos.